Notícias

Nesta terça (04/06) os trabalhadores da Serede/Rede Conecta, reunidos em assembleia geral, decidiram aprovar, por maioria de votos, a proposta apresentada pela empresa ao final do processo negocial realizado ao longo dos meses de abril e maio. Veja os principais itens aprovados pelos trabalhadores:

* O Acordo Coletivo terá vigência de dois anos, com negociação das cláusulas econômicas ao fim do primeiro ano de vigência, mantida a data base em 1º de maio;
* Salários, pisos salariais e auxilio alimentação serão reajustados em 5%, em duas parcelas: a primeira, de 2,5%, em 1º de novembro de 2019; os restantes 2,5% serão concedidos em 1º de fevereiro de 2020.
* Abono compensatório no valor de R$ 400,00 para todos os trabalhadores com salários até R$ 3.600,00, pagos em dez dias após a aprovação em assembleia;
* Vale Alimentação de Natal equivalente a metade da carga mensal, creditada em dezembro de 2019;
* Auxílio Creche e Auxílio PNE serão reajustados em 5% a partir de 1º de novembro de 2019;
* Os valores dos agregamentos de veículos serão reajustados em 4% a partir de 1º de junho de 2019;
* O vencimento do Banco de Horas passará a ser quadrimestral;
* Equalização dos pisos salariais a partir de 1º de março de 2020;
* Realização de reuniões quadrimestrais para negociação de itens específicos, tais como: implantação de jornada espanhola, equalização de benefícios, concessão de vale alimentação nas férias, remuneração variável, tabela de temporalidade de agregamento de veículos, controle de ponto, valores de diárias de viagens, regulamentação da distância de deslocamento e condições de hospedagem, entre outros assuntos.

PRORROGAÇÃO DA JORNADA DE TRABALHO – Uma questão exaustivamente discutida com a empresa foi a constante e recorrente prorrogação da jornada de trabalho diária para até às 19 horas. O assunto foi debatido ao longo de todo o processo negocial e foi objeto de uma reunião específica ocorrida em meados do mês de maio, quando a empresa se comprometeu a resolver em definitivo o problema. A categoria, entretanto, está cansada de esperar e, na assembleia realizada, decidiu que se o quadro não mudar até a próxima quinta feira 13/06, na sexta, dia 14/06, todos se reunirão para decidir os encaminhamentos e mobilizações para “convencer” a empresa a obedecer a legislação trabalhista.

CONTRIBUIÇÃO ASSISTENCIAL – Conforme foi deliberado pelos trabalhadores na assembleia que aprovou a pauta de reivindicações e deu início a presente campanha salarial 2019, será descontada uma contribuição assistencial extraordinária equivalente a 3,5% do salário base, em uma única parcela, no mês de junho, sendo assegurado o pleno direito de oposição ao desconto a ser manifestado perante o Sinttel, individualmente, por escrito, no período de 5 a 13 de junho de 2019, das 8 às 12 horas e das 13 às 17 horas.

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*