Notícias
Cipeiros das diversas empresas de telecomunicações e teleatendimento do estado se reunem em encontro promovido pelo Sinttel

Cipeiros das diversas empresas de telecomunicações e teleatendimento do estado se reunem em encontro promovido pelo Sinttel

Durante todo o dia 07 de novembro passado o Sinttel reuniu os integrantes de CIPA de diversas empresas da categoria para o III Encontro de Cipeiros, sob o tema “O conhecimento traz liberdade”. Estiveram presentes trabalhadores e trabalhadoras de teleatendimento (Riachuelo, Teleperformance, Global e até da AeC, instalada em Mossoró), e de telecomunicações (ARM e Tecnomulti, entre outras). A notória e inexplicável exceção foi a Oi, que não liberou nenhum de seus cipeiros para participar do encontro.

O evento, coordenado pelo diretor de formação e política sindical do Sinttel Pedro Ideilton, foi organizado em quatro blocos temáticos, reunindo apresentações e debates, todos conduzidos por dirigentes do próprio Sinttel, exceto pelo último que contou com a prestigiosa participação de representante do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – CEREST Natal, Sra. Lúcia Pontes.

No primeiro bloco, sob a responsabilidade de Junior Bezerra, secretário geral do Sintttel, procuramos resgatar o conceito de organização dos trabalhadores por local de trabalho, debatendo a importância dos trabalhadores se organizarem para resguardar seus direitos e buscar melhorias em suas condições de trabalho. Em seguida, o presidente do Sinttel Gilberto Martins apresentou a CIPA como uma conquista histórica na organização dos trabalhadores com foco prioritário na promoção da saúde e prevenção de doenças e acidentes do trabalho, resgatando a evolução de sua atuação, demarcando seus contornos legais e explicitando os compromissos de seus integrantes.

À tarde os participantes discutiram, sob a coordenação de Iara Martins, diretora executiva da Fenattel, responsável pela Comissão Nacional de Teleatendimento, os riscos a que estão submetidos os trabalhadores em telecomunicações e teleatendimento, sejam ergonômicos ou físicos, enfatizando especialmente o crescimento do índice de adoecimento por transtorno psicológico, resultante do stress, cobrança excessiva de metas e assédio moral. Por fim, a representante do CEREST apresentou a legislação e a estrutura de saúde pública voltada ao amparo do trabalhador e prevenção de doenças e acidentes do trabalho, destacando os problemas enfrentados na caracterização dos casos de afastamentos médicos como resultante do trabalho.

Ao final, os participantes se confraternizaram e o Sinttel renovou seu compromisso de atuação também na área de saúde e segurança dos trabalhadores da categoria, seja participando ativamente do Fórum Estadual de Proteção ao Meio Ambiente do Trabalho, coordenado pela Procuradora do Trabalho, Sra. Ileana Mousinho, seja promovendo eventos como esse encontro e, especialmente, no dia-a-dia dos trabalhadores, apoiando a atuação dos cipeiros na promoção da cultura prevencionista.

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*