Notícias

A luta do Sinttel em prol dos vales alimentação para os teleoperadores com jornada de 180 horas é permanente e incessante em todas as esferas cabíveis, seja junto a empresa e/ou a justiça do trabalho.

Entretanto, diante da aprovação dos trabalhadores, em assembleia realizada no último dia 26 de fevereiro, para a proposta final do ACT 2019 que não contemplou os vales alimentação, o Sinttel decidiu agir para que seja garantido lanche de qualidade aos trabalhadores.

Nesse sentido, em reunião com representantes da AeC e da empresa fornecedora, o Sinttel solicitou maior vigilância quanto a qualidade do lanche, como também que fossem observados os casos em que trabalhadores, por motivo de saúde, têm algum tipo de intolerância alimentar, tais como sal, açúcar, lactose e outros.

Segundo os representantes da AeC e da sua contratada, o lanche servido em todos os turnos é composto por salgados frescos e variados e sem frituras, além de sucos de frutas.

Quanto aos casos de intolerância a alimentos, segundo os representantes da AeC, esses trabalhadores devem apresentar comprovação/atestado médico quanto ao problema de saúde existente e as restrições alimentares (por exemplo: diabetes, hipertensão, obesidade e outros). Mediante isso, a empresa atenderá as prescrições médicas, observando a necessidade especial desses trabalhadores, na hora de servir o lanche.

QUALQUER PROBLEMA NO LANCHE INFORME AO SINTTEL

O Sinttel orienta que, diante de qualquer irregularidade na qualidade do lanche, os trabalhadores devem informar o sindicato imediatamente, apresentando o lanche comprometido para que sejam tomadas providências junto a AeC. Ou seja, não joguem fora o produto estragado!

Enfim, defenda a sua saúde! Não coma “bucha”, exija lanche de qualidade.

Um comentário para Sinttel inspeciona qualidade do lanche na AeC Mossoró

  • Rubens Santos

    isso nunca vai dar em nada, trabalho lá a 4 anos e o lanche só foi bom em 2015 e nunca mais

    Responder

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*