Notícias

Há vários meses, o Sinttel RN insiste com a Teleperformance para negociar um modelo de aferição da PLR 2018. Somente agora em maio, a empresa, sem nenhum tipo de negociação com o Sindicato, apresentou, unilateralmente, uma proposta de R$ 100,00 (cem reais) para quitar o pagamento do PLR de 2018, até o nível de coordenador, proporcionalmente ao tempo trabalhado, desde que tenham trabalhado 90 dias no referido ano.

O Sinttel RN deixa claro que não concorda com a imposição da Teleperformance – do tipo “é pegar ou largar”, pois isso não é negociar, é empurrar goela abaixo um “cala-boca” e, assim, atender aos interesses dela própria.

PLR 2019 JÁ!

Para que não se repita a vergonha da PLR 2018, o Sinttel RN reitera à Teleperformance o imediato início da negociação da PLR 2019, desde que seja de forma séria e produtiva para que se chegue a uma proposta digna do referendo dos trabalhadores.

TELEPERFORMANCE TERCEIRIZA AS NEGOCIAÇÕES COLETIVAS

A Teleperformance parece estar andando para trás, pois, para piorar as dificuldades de interlocução à distância entre o Sinttel RN e a direção em São Paulo, a empresa contratou um escritório advocatício para tratar as relações trabalhistas e as negociações coletivas com o Sindicato laboral.

Na opinião do Sinttel, terceirizar as relações trabalhistas é um retrocesso que compromete o avanço e a objetividade das negociações, pois por mais competente que seja o escritório advocatício, a falta de autonomia do mesmo levará a impasses que poderão prejudicar os maiores interessados que são os trabalhadores. Fica aqui o alerta do Sinttel.

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*