Notícias

NEGOCIAÇÃO DIFICIL NUM MOMENTO GRAVE PARA A CLASSE TRABALHADORA

A negociação do acordo coletivo do CCR para 2021 ocorre numa realidade extremamente difícil para a classe trabalhadora, vez que o país enfrenta uma brutal crise política e econômica, ainda mais agravada pela pandemia do corona vírus e pelos “devaneios” do Governo Federal e do Congresso Nacional, que tem levado o Brasil à deriva em muitos aspectos, em especial ao desemprego de milhões de pessoas.

INSISTIR NO CONSENSO NEGOCIAL É O MELHOR CAMINHO

O Sinttel RN reuniu-se novamente com o representante da RCHLO no último dia 11 de fevereiro para mais uma rodada de negociação com vistas a renovação do acordo coletivo de trabalho 2021 dos trabalhadores do Contact Center (CCR). Nessa oportunidade, o Sinttel rejeitou mais uma proposta da empresa, vez que os números ainda estão aquém das perdas salariais acumuladas no ano passado.

O debate com a RCHLO continuará no próximo dia 19/02.

O Sinttel insiste numa nova proposta que remunere de forma justa o trabalho de teleatendimento e, principalmente, leve em consideração a manutenção dos empregos dos trabalhadores.

NÃO VALE SÓ RECLAMAR TEM QUE SE ORGANIZAR PARA AVANÇAR

Para que a haja avanço na negociação, é preciso que os trabalhadores apoiem a luta do sindicato na negociação e se organizem no Sinttel se filiando hoje mesmo. Basta acessar o http://sinttelrn.org.br/s/sindicalize-se/ e preencher a ficha de sindicalização. Afinal, um sindicato só é forte se o trabalhador se juntar à ele, não vale só reclamar.

DESCONTOS INDEVIDOS ESTRESSAM OS TRABALHADORES

Infelizmente continuam acontecendo descontos indevidos nos salários referente a feriados, atrasos e outros itens inverídicos na composição do salário final. Além do desconto indevido, não houve o completo e pleno reembolso à alguns trabalhadores, no tempo hábil.

O Sinttel, por diversas vezes, discutiu esse assunto com os representantes da empresa, tanto em nível local e também com a matriz, que se comprometeram em agilizar providencias, visando estancar definitivamente esse problema que tanto estressa os trabalhadores.

O Sinttel orienta mais uma vez os trabalhadores que, ao detectarem erro nos seus salários, procurem imediatamente o seu supervisor e/ou o setor de RH e, se nada for resolvido, procurem o gerente geral do CCR para resolver o equívoco eventualmente cometido pela empresa. Uma coisa é certa, isso tem que acabar!

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*