Notícias

Foi um longo percurso. Muito embora tenha sido a primeira das operadoras com data base em setembro a iniciar as negociações para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho, foi na Algar que experimentamos o caminho mais longo e tortuoso até chegar em uma proposta que o Sinttel/RN e demais sindicatos filiados à Federação Livre entendem ser possível discutir em assembleia com os trabalhadores.

As desculpas da empresa foram as mesmas das demais operadoras: ninguém esperava uma inflação tão alta para o período, o que, sim, é verdade. De fato, a inflação chegou aos 10,42% em agosto As empresas não haviam orçado reajustes salariais neste patamar e tentaram empurrar essa conta para os trabalhadores.

O Sinttel/RN e a Federação Livre, entretanto, mantiveram seu propósito de buscar, nos processos negociais, a reposição dos prejuízos sofridos com a inflação, de maneira que os trabalhadores tivessem seus salários e benefícios recompostos e protegidos para o próximo período.

Na última sexta feira (26/11), enfim, a empresa formalizou sua proposta final, que será avaliada pelos trabalhadores em assembleia online.

Confira a proposta na íntegra:

1 – Reajuste de 10,42% nos benefícios retroativo a setembro de 2021.

2 – Reajuste salarial de 10,42% para trabalhadores e trabalhadores que receberam salários de até R$ 3.500,00 na data base, 1º de setembro, dividido em duas parcelas: 4% em setembro/21 e mais 6,42% em janeiro/22 sobre os salários de agosto/21, com abono salarial correspondente a 25,68% do salário praticado em agosto/21, a ser pago em dezembro/21.

3 – Reajuste de 8% em maio/22 sobre os salários de agosto/21, para trabalhadores com salários acima de R$ 3.501,00 na data base, 1º de setembro, com abono salarial correspondente a 56,58% do salário praticado em agosto/2021, a ser pago em duas parcelas: 41,58% em dezembro/21 e mais 15% em março/22.

Obs.: Executivos, Aprendizes e estagiários não estão contemplados na proposta de Abono e reajustes, mas são contemplados no reajuste dos benefícios.

4 –  Inclusão de cláusula de comprovação de vacinação contra o covid-19.

5 –  Manutenção de todas as demais cláusulas e condições do ACT anterior

Para a Comissão de Negociação da Livre, a proposta da Algar é muito semelhante a da TIM. Oferece reajustes diferenciados por faixa de salário, divido em duas vezes, INPC integral para benefícios e abonos compensatórios, o que também divide o conjunto de funcionários. Mas essa proposta é fruto da pressão que a própria campanha salarial nas demais operadoras exerceu sobre a Algar que até agosto só oferecia 5%.

Como havíamos informado em matéria publicada em 23/08/2021, era proposta da empresa continuar no processo de equiparação dos valores praticados para os benefícios. No caso do Auxílio Creche e Auxílio Pessoas Com Deficiência havia uma predisposição de acabar com as diferenças atualmente existentes e praticar um único valor em todos os estados em que atua. A empresa também recuou quanto ao VA/VR. Ela havia proposto eliminar uma faixa de valor, o que resultaria em um reajuste de 13,5% para os trabalhadores do Ceará, Espírito Santo, Pernambuco e Rio Grande do Norte. Não rolou. A proposta final da Algar eliminou por completo essa equiparação.

PARTICIPE DA ASSEMBLEIA

Os sindicatos da LiVRE convocam assembleia para submeter a avaliação dos trabalhadores, nesta quinta-feira, 02/12, das 8 às 18 horas (horário de Brasília), pela plataforma https://www.votorapido.com.br/sinttel-livre

A comissão de Negociação da Federação LiVRE na Algar Telecom é composta por Anchieta Couto (Sinttel-PE), Yêda Paúra (SinttelRio) Nilson Hoffmann (Sinttel-ES), Luiz Cláudio (Sinttel-CE) e Coordenador Gilberto Pirajá (Sinttel-RN) e representa cerca de 262 trabalhadores/as na operadora dos estados do AM, CE, ES, PE, RJ, RN E RO.

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*