Notícias

urna.eletronicaVolta e meia ouvimos por aí: o brasileiro não sabe votar! Sabendo ou não, o fato é que nós precisamos dedicar cada vez mais atenção e cuidado nas escolhas que fazemos, eleição após eleição. O desafio é sempre escolher o candidato que melhor nos representa, que melhor traduz nossos compromissos, ideais e visão de mundo.

A democracia brasileira atravessa um momento bastante delicado, em que o modelo de representação política tem sido muito criticado e fundamentos importantes da organização de nossa sociedade sofrem severos ataques. Os agentes políticos, por outro lado, não têm inspirado confiança na população e frequentemente parecem mais preocupados com seus próprios negócios (ou negociatas) do que com a boa gestão da coisa pública.

Decidir em quem votar, portanto, exige de nós clareza quanto aos valores e compromissos que julgamos mais importantes e que devem ser defendidos e atendidos por nossos representantes. Precisamos compreender bem o modo como acreditamos que nossa cidade, estado e país devam ser administrados para, então, pesquisar os candidatos que afirmam pensar como nós, que dizem compartilhar nossos ideais e concepções e que tem propostas que correspondem às nossas convicções pessoais e de classe.

E a noção de classe é fundamental para a boa escolha de nossos candidatos: saber quem somos, de onde viemos e o que almejamos. Se nós somos trabalhadores, que empregamos nossas capacidades e habilidades, nossa força de trabalho e nosso tempo, tudo em troca de um salário, essa condição deve orientar nossas escolhas. Nós que enfrentamos a precarização das condições de trabalho e de renda, que sofremos a ameaça de retirada de direitos e garantias arduamente conquistadas ao longo de muitos anos de lutas e embates e que necessitamos de políticas públicas que promovam a paz, o bem estar social e reduzam as desigualdades sócio econômicas, elevando nossa percepção de justiça, devemos considerar todos esses fatores até a hora de chegarmos a urna para exercer nosso direito de voto – também ele fruto de muita luta no passado.

Mãos à obra, portanto! Pesquise! Uma boa pesquisa sobre o histórico de vida do candidato, sua atuação profissional e sua conduta diante da sociedade será essencial nesse momento. Coerência e ética são atributos essenciais; responsabilidade e capacidade também. Conhecer bem nossa cidade e as demandas de nossa população são fundamentais. Pesquise e faça sua escolha! E caso seu candidato seja eleito, cobre dele o cumprimento das promessas e compromissos firmados durante a campanha ou defendidos ao longo de sua trajetória. Bom voto!

Tags: 

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*