Oi e Datamétrica não chegam a acordo e 555 trabalhadores são demitidos

Notícias

Quando todos torcem por geração de mais emprego no pequeno Rio Grande do Norte, a Oi não renova contrato de terceirização para a serviços de teleatendimento com a empresa pernambucana Datamétrica, resultando na demissão em massa de cerca de 550 trabalhadores, dentre esses, 13 grávidas. No próximo dia 19 de janeiro, a Datamétrica fechará as suas portas em Natal.

O Sinttel, ao tomar conhecimento das demissões em massa – que não foram previamente informadas pela empresa e nem negociadas com o sindicato, de imediato denunciou o fato ao Ministério Público do Trabalho, visando discutir as condições dessas demissões, a contratação desses trabalhadores pela nova empresa que substituirá a Datamétrica com os mesmos salários e benefícios atualmente concedidos e, principalmente, que esses mais de quinhentos postos de trabalho não migrem para outros estados. O Sinttel RN já está agindo e espera conseguir uma audiência com o Ministério Público, o mais breve possível.

OI E DATAMÉTRICA DÃO “PRESENTE DE GREGO” AOS TRABALHADORES, EM PLENO NATAL

Ao fim de mais um dia de trabalho, 555 trabalhadores da Datamétrica recebem um verdadeiro presente de grego em plena época natalina: DEMISSÃO!

A falta de sensibilidade da Oi e da sua contratada Datamétrica para com o social merece o mais veemente repúdio.

Ao não se entenderem na hora de negociar os valores do respectivo contrato de prestação de serviços, essas empresas são responsáveis diretas pela demissão de 555 trabalhadores, em pleno natal!

A fala de compromisso para com o social torna esse processo ainda mais difícil, pois demitir pais e mães de família, em pleno natal, não tem outro adjetivo: é crueldade, sim.

Aos trabalhadores demitidos o Sinttel presta toda solidariedade e orienta: procurem o Sindicato para tirar suas dúvidas e defender os seus direitos.

HOMOLOGAÇÕES DEVEM TER A ASSISTÊNCIA DO SINTTEL

Muito embora a legislação trabalhista deformada pela Lei no. 13.467/2017 dispense a obrigatoriedade da assistência do Sindicato na homologação de verbas rescisórias, o Sinttel não abrirá mão do seu dever de assistir os trabalhadores para que seja assegurado o pleno cumprimento de todos os direitos, no momento do desligamento da empresa.

Com esse entendimento, o Sinttel já assegurou junto a direção da Datamétrica a sua participação em todas as homologações. Os trabalhadores que já estão recebendo o aviso prévio devem exigir a presença do Sinttel na hora da homologação e não devem assinar nada, sem antes consultar o Sindicato.

Deixe uma resposta

Comentário
Nome*
Email*
Website*